Rua dos Mártires da Liberdade

Caminho que ligava o Olival à estrada para Braga, chegou a denominar-se rua da Sovela e de Santo Ovídio. Depois da revolta de 16 de maio de 1828, chegou a ter a denominação de 16 de Maio, até que por vereação em 1835 passou a ser rua dos Mártires da Liberdade, em homenagem aos 12 condenados pelo tribunal de D. Miguel, enforcados e decapitados.

Os condenados foram:
Bernardo Francisco Pinheiro, Clemente da Silva Melo Soares e Freitas, Francisco Manuel Gravito da Veiga Lima, Francisco Silvério de Carvalho, Joaquim Manuel da Fonseca Lobo, José António de Oliveira da Silva Barros, José Maria Martiniano da Fonseca, Manuel Luís Nogueira, Vitorino Teles de Medeiros, António Bernardo de Brito e Cunha, mortos a 7 de maio de 1829. A 9 de outubro desse ano junta-se a eles Clemente de Morais Sarmento e João Ferreira da Silva Júnior.

  • Coordenadas GPS
    41.15286, -8.61361
Hit enter to search or ESC to close