Museu Nacional Soares dos Reis

Foi criado em 1833, por D. Pedro IV em pleno Cerco do Porto, para recolha e preservação de obras de Arte, entre elas, algumas confiscadas aos miguelistas, e outras, posteriormente confiscadas à igreja. Instalado no convento de Santo António da Cidade, D. Maria II confirmou-o por decreto de 1836, referindo-o como Museu Portuense. Com a ligação à Academia Portuense de Belas Artes foi acrescentando às suas colecções peças decorrentes do ensino e dos trabalhos escolares.

Em 1940 e já então designado como Museu Nacional de Soares dos Reis, passou a ocupar este palácio neoclássico, construído nos finais do séc. XVIII para habitação e fábrica da família Morais e Castro, que tinha por alcunha “os Carrancas”.

Aquando do Cerco do Porto (1832) serviu de residência e quartel-general a D. Pedro IV, mas apenas por 4 meses, pois a sua localização era um alvo fácil às baterias absolutistas que se encontravam na outra margem do rio, junto à Serra do Pilar.

Actualmente, o Museu está orientado para a valorização e divulgação das Artes Plásticas dos séculos XIX e XX, ligadas à Escola do Porto, bem como das Artes Decorativas de várias épocas e proveniências.

  • Coordenadas GPS
    41.14758, -8.62154
Hit enter to search or ESC to close